segunda-feira, 24 de março de 2008

Sons Brasileiros aquecem Oeiras
Duo Euclydes Mattos e Alfredo Bessa

O Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide, vai receber no próximo dia 28 de Março pelas 21h30 o concerto do Duo Euclydes Mattos e Alfredo Bessa – Guitarra e Percussão. O espectáculo, promovido pela Missão Brasil junto à CPLP, apresentará um vasto panorama da música popular brasileira no seu mais alto nível.

Dois artistas com um vasto currículo musical, assim se conseguiu afirmar o Duo Euclydes Mattos e Alfredo Bessa.

Com uma criatividade que lhe permitiu desenvolver temas de grande beleza lírica e melódica, Euclydes Mattos torna-se assim cantor e compositor. Na sua experiência em Espanha em 1993 desenvolveu um projecto musical intitulado “Uma viagem através da Música Brasileira”. A partir daqui iniciou um novo percurso na sua carreira fazendo a fusão entre o Jazz e a música popular brasileira e espanhola.

As suas actuações revelam precisão, intuição, sensibilidade e energia, isto devido à sua vasta riqueza de recursos proporcionada pelos seus conhecimentos em música clássica, Jazz, música brasileira e outras culturas.Profissional desde os 14 anos, Euclydes Mattos cativa o seu público com a sua cálida voz e a fusão de diversos estilos musicais demonstrando um domínio absoluto da guitarra.

Um reconhecido percussionista brasileiro, Alfredo Bessa foi o fundador da Escola de Samba de Ipanema. Tem um vasto repertório de actuações dentro e fora do Brasil com nomes sonantes da arte musical: Vinicius de Moraes, Baden Powell, Chico Buarque, Martinho da vila entre outros.

Este divulgador dos ritmos brasileiros, esteve em Marrocos, entre 2003-2006, onde participou em diversos eventos musicais e deu aulas de percussão no conservatório de Rabat.
Nascido no Rio de Janeiro em 1933, Alfredo Bessa está actualmente em Oslo, Noruega a desenvolver um trabalho de terapia musical numa instituição do governo local.

Este concerto do Duo no auditório Municipal Ruy de Carvalho dá especial destaque para o Movimento da Bossa Nova, nos seus 50 anos de sucesso por todo o mundo.

informação da CMO

2 comentários:

Rui Caetano disse...

A promoção da cultura é sempre de relevar. É pena que na minha Terra essas preocupações sejam relegadas para segundo plano.

Guilherme Negrão disse...

Boa noite Rui,
estive a dar uma olhada no blog: urbanidades-madeira.blogspot.com
e aproveito para lhe passar duas mensagens:
a primeira, de que nós aqui no Continente não somos os analfabrutos que muitos como o senhor Jardim faz aí passar tal idéia. Pessoalmente falando e sabendo que esta minha opinião é semelhante a uma imensa maioria do povo Português (quer esteja no interior, no litoral ou nas regiões autónumas) penso que o Jardinismo tem urgentemente que chegar ao fim! Reconheço que esse senhor até desenvolveu a Madeira... mas tb não fez mais do que a sua obrigação que é exactamente para isso que é eleito!!!
Mas tanto tempo à frente dos destinos da região... penso que é tempo de dar espaço a outras idéias mais progressistas e menos cassiquistas... de dizer a esse senhor que BASTA de autoritarismo! e má criação quando se refere ao povo Português no Continente.
Quero aproveitar tb para lhe contar que algures em 2000 fui conhecer o Funchal, Porto-Santo, Machico, Curral das Freiras, as levadas, e mais alguns pontos com muito interesse que me fizeram prometer lá voltar! A certa altura estava num bar, junto à marina no Funchal, a beber uma poncha de encher as medidas, e depois de alguns copitos a lingua começou a soltar-se um pouco e, a determinada altura começou-se a falar de política. Alguns amigos Madeirenses começaram a ficar um pouco incomodados por se estar a falar do senhor Jardim (esta referência é propositada por causa da tal do "senhor Silva") a certa altura um deles José Guilherme Sousa, residente no funchal, pede-nos para mudar-mos de conversa pois à volta havia gente que ele percebia não estarem a gostar muito da conversa... e que a coisa poderia descambar em pancadaria!
Nem quis acreditar!!! Mas de facto senti que o senhor Jardim com tanto ano à frente dessa região esquecera-se de cultivar no povo dessa terra o verdadeiro sentido democrático e livre opinião!!! Fiquei chocado de tal maneira que jurei a mim mesmo que só voltarei a visitar esse paraíso no dia em que o senhor jardim deixar de ser o presidente dessa fantástica região especialíssima de Portugal!
Quanto ao seu comentário, olhe água mole e pedra dura tanto bate até que fura!!! Para meias palavras meio entendedor basta. Penso que se enviar informações culturais para blogs no continente que as mesmas serão por certo expostas!
Abraços e aproveito para convidar aos gestores deste espaço de Oeiras para referenciarem o blog do Rui Caetano aqui.

Guilherme Negrão